segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Relações hiper-dosadas com o Domingo Maior e o Corujão.


Eu não sei se todos pensam assim, mas não suporto o domingo...Acho que pior do que o domingo só a segunda, definitivamente. A quinta, a sexta e o sábado você entra na expectativa de fim-de-semana: sair, se diveirtir, descansar, fazer aquilo que você deixou de fazer durante a semana. Mas e o domingo? Você não pode beber, nem ir para balada porque muito provavelmente você trabalha ou os seus amigos o fazem. Se você não se programou para pegar um filme na sexta para o domingo... Esqueça!Possivelmente a locadora não terá os filmes que você quer ver porque todo mundo já retirou os melhores. Inclusive a séries americanas que pelo menos fazem parte do que gosto...Na televisão então é a morte. Programas como Faustão, Gugu e derivados por mais de duas horas podem causar náuseas e em casos mais graves retardo mental...Enfim, o que resta? Quase nada! Quem sabe um livrozinho, uma musiquinha né?

Mas todos os fins-de-semana não creio que vá dá muito pé porque por mais que sejamos apaixonados por leitura e música, no imaginário popular fim-de-semana é a oportunidade de você sentir que a liberdade pulsa na suas veias e que você é dono do tempo e não o relógio. E a melhor maneira disto acontecer é com um fluxo razoável de pessoas em torno de um mesmo lugar agradável quase sempre que não faça parte de sua rotina, comendo, bebendo, rindo...essas coisas. Acredito que o desespero total do domingo é quando chega a insônia. Você já saturou o computador. A televisão começa a anunciar que "Nesse domingo especialmente nossos transmissores entraram em manutenção e não será exibido Corujão..."Você entra em desespero. Então quando a manutenção não acontece você dá graças a Deus...Não sei o que é pior assistir Domingo Maior e Corujão ou não tê-los para assistir nos dias de insônia. Mas vamos dar a César o que é de César nem sempre é ruim...Ontem mesmo passei por uma experiência desse tipo. Talvez só para mim porque filme de arte é legal e tal, os filosóficos também, mas num dia de domingo você morrendo de tédio assistir um desses muito provavelmente é assistir e depois pedir a morte. Sim porque no meio da madrugada do domingo para a segunda você ficar se perguntando: para onde eu vim?onde estou?e que país este?Não é nada legal.

Ontem assisiti Jimmy Bolha. Quando vi o título pensei: "Veio para completar meu domingo. A lei de Murphy de fato existe: quando as coisas estão ruins ainda há a chance delas se tornarem piores..." mas sinceramente nada veio na minha cabeça... Fui assistir e dei ótimas gargalhadas. Basicamente era um pastelão americano que pegou todas as figuras cômicas de sua sociedade: a dona de casa neurótica por limpeza, pela América e por seus preceitos religiosos que tem um filho numa bolha; o pai dominado e medroso; a vizinha biscate que se apaixona pelo menino da bolha, mas vai casar com o garoto cafajeste e popular da escola.

No meio da aventura para esse casamento o garoto em traje de bolha encontra um motoqueiro mexicano que só fala em arrancar as tripas que por acaso foi namorado de sua mãe, a "Fogo Selvagem" (olha o nome!); uma seita religiosa de pessoas felizes que se chamavam Tody independente de sexo, idade...um circo do horrores como homem peixe, pé grande... comandado por um anão; japoneses que gritavam "Quinhetos mil, quinhetos mil" e faziam luta de mulheres americans na lama; Pipi e Papi, dois irmãos, ex-heróis da segunda guerra mundial que disputavam um ex-grande amor: a Pu- ta! Exatamente. Todas as vezes que eles começavam a falar o nome dela PU, o final era completado com o barulho do carro quebrando com: ta! Eu fui dormir três horas da manhã e dei ótimas risadas. Ainda bem que meu domingo de todo não foi perdido. São as grandes lições da vida num Domingo Maior e no Corujão: nem tudo está perdido...rs


Um comentário:

  1. Mulher... Sempre que eu tenho insônia eu tento não fazer nada... Sabe a história do se sentir uma geléia?!!? Se eu for ler, ou assistir um filme aí é que demora... então eu começo a "meditar" ;-)

    Quando tu falou em "bolha", logo pensei em um que o menino é doente, e vive numa bolha kkkkk Acho que não é essekkkkk

    Deuzémais visse?! kkkkk

    xêro

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...