sábado, 12 de janeiro de 2008

Para desfazer alguns equivocos...


2008 como diz minha amiga Kércia Paulino começou "bombando", seja por alguns probleminhas que vieram a contra gosto de 2007, seja pela minha necessidade de dizer:"que se danem os outros. Não me importa se você acha que sou muito infantil e romântica, ou então, muito centrada". Afinal sou as duas coisas. Na hora H posso ser mais "macho que muitos macho racional ao extremo" e quando quero brinco e sou uma heroína romântica, mas não à moda antiga (as que acreditam em cavalo branco, príncipes lindos,loiros e ricos). Porque o meu princípe é pós-moderno leva livros na mochila, a vontade de viver na cabeça e a sensibilidade no peito. E as pessoas que encontramos pela frente nos guiam nessa viagem e marcam o aprendizado que nos prepara para aquilo que queremos quando finalmente tivrmos certeza. Nada me ameaça só o medo de me arrepender de algo que não fiz...e sempre foi assim. "E o que está dito está dito e que assim seja". Sou tetralédica: produto de sínteses de novos e antigos acontecimentos, mais os impoderáveis da vida....Tenho medo, sinto dor, amo e mais do que qualquer coisa vivo intensamente cada um deste estados. E quando for a hora caio fora porque doida sim, mas burra não....Como sempre minhas postagens tem que terminar em música, no caso em samba...

Novo dia

Sigo pensando em você

Fico tão leve que não levo padecer

Trabalho em samba e não posso reclamar

Vivo cantando só para te tocar

Todo dia

Vivo pensando em casar

Juntar as rimas como um pobre popular

Subir na vida com você em meu altar

Sigo tocando só para te cantar

É o bonde do dom que me leva

Os anjos que me carregam

Os automóveis que me cercam

Os santos que me projetam

Nas asas do bem desse mundo

Carregam um quintal lá no fundo

A água do mar me bebe

A sede de ti prossegue

A sede de ti...

(Bonde do Dom - Marisa Monte)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...