terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Puta da vida...


Mesmo diante de tantas mudanças e não querer me encaixar em rótulos, tem uma coisa que aprendi com a vida e com o tempo de militância de esquerda que não esqueci, que não mudou e que de fato acho importante: esse negócio de ficar em cima do muro é coisa de hipócrita e muitas vezes uma oportunidade para pilantragem...Há momentos na vida que você precisa se posicionar e arcar com as consequências de sua decisão. Não dá para ficar simplesmente em cima do muro porque quem está embaixo ou em cima dele acaba se ferrando. TOMANDO bordoada de todos os lados para que confortávelmente o tal indivíduo que fica em cima do muro desfrute das vantagens das situações. Eu sempro me posiciono, mesmo com a faca nas costas. E pior do que ficar em cima do muro é ver QUE UM AMIGO usa deste expediente. A decepção é tremenda...E se este tipo de atitude continua sendo inexplicável, imagine quando se trata dos amigos que deveriam se leais como os cães...Bourdieu, um sociólogo francês, utiliza uma expressão muito boa para a não tomada de posições em certas circusntâncias como se elas não exitissem, tabu do explícito: eu finjo que eu não sei que você sabe que eu sei que você sabe. Sejamos mais corajosos. Joguemos também mais merda no ventilador. Desembanhemos nossas espadas em nome do que acreitamos, do que amamos. Vamos para Guerra ou mandemos o mundo pelo menos tomar no cú.

Um comentário:

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...