quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Para que você ainda possa acordar com medo por ter sonhado comigo e gritado meu nome


Interessante todas às vezes que acordo um tanto tristinha, decepcionada comigo ou com coisas que faltam na minha vida, me faz bem recordar sabe aquela(s) história(s)?Aquelas que quando você lembra bate um sentimento de perda misturada com "era necessário para que pudéssemos lembrar ainda hoje um do outro com tanto carinho". Necessário para que essa lembrança nos aqueça nos dias feios, frios e tristes... Ou para que ele ainda tenha medo de sonhar com você e gritar seu nome dormindo. Que ao encontrar uma foto sua ainda sorria e aí é você quem enxerga mais uma vez aquele sorriso só por ter visto sua foto. Porque era assim que gostava de você: como era. E ainda sim você se sentia a pessoa mais linda do mundo já que via suas imperfeições e simplesmente ria e achava tudo lindo. Era isso: liberdade, sem medo. Pois é...Você vê a pessoa, sente o cheiro, lembra do maior sorriso do mundo. Maior como quando as crianças pensam e veêm algo que admirão É! E não era porque ainda quando lembro parece real e é concreto. Pelo menos as lembranças não podem ser roubadas... Afinal Cazuza explica" o nosso amor é uma mentira que a minha vaidade quer". Nosso tempo foi suficiente para que desejemos sempre mais um segundo, mais uma dose, e por isso faria tudo de novo. Só para deixar esse gostinho de quero mais e ter essa lembrança que me aquece em dias cinzas. As historinhas que parecem propagandas de margarinas são lindas e por isso dá vontade de comprá-las. Estas mesmas historinhas me lembram o filme Eterno Amor, uma produção francesa, onde a mocinha passa pós segunda guerra esperando o amor dela voltar. Le espoir...mesmo quando todos diziam que ele tinha morrido. Nós atores da vida real não morremos. Talvez aquele momento sim. E se nos reencontrarmos seremos diferentes e ao mesmo tempo iguais nos sentimentos e no desejo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...