quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Você sabe com quem está falando?


Acho que todo mundo já ouviu falar nessa frase: "Você sabe com quem está falando?" As discussões sobre tal frase remetem a condição de inferioridade que o locutor coloca quem a ouve. Ou seja, na posição de quem fala ser socialmente superior a quem escuta, estabelecendo uma relação autoritária e hierarquizada. Ultimamente ouço muito uma pergunta que vem a substituir essa, mas que eu acredito ter o mesmo significado autoritário: "De que lugar você fala?Qual o lugar você ocupa?" Minha resposta: "Meu lugar é no mundo. O espaço que ocupo é o da liberdade de expressão, contra as mordaças sociais, afinal todos são responsáveis por tudo, não são?". Proferida de forma polida ou não, o fato é que essa frase impregnou-se nos discursos acadêmicos das ciênciais sociais. Ou seja: fale algo, se e somente se, você for reconhecido como portador da "verdade", como alguém com qualificações para de fato emitir uma opinião ou indagação. Quem dá esse certificado de autorizo? Quem está ou se sente no poder? Enfim, é necessário sim a clareza de quais posições ideológicas uma pessoa representa, defende, é portadora...Afinal ela pode falar da posição de um médico defendendo os interesses de sua classe, de um radical de esquerda, de um vegeteriano...então sendo assim, o que um pessoa diz está carregado de significados pessoais e socias, percepções e valores das áreas pelas quais circula que precisam ser ditos para não parecer acaso, despretensioso, individual, natural...No entanto, discordo veementemente da forma como essa pergunta vem sendo usada: para intimidar para supostamente colcoar nos seus devidos lugares de não se meta...Abaixo a ditadura da mordaça! A ciênca é um dos tantos significados que os discursos intensionais assumem, portanto, não são a verdade absoluta e reproduzem sim interesses de grupos, ma os de quem? O da elite que é PHD em alguma área? Como se na vida real a gente precisasse desses títulos como licença para viver..."Em terra de urubu diplomado não se escuta os cantos dos sabiás" (Mundo Livre SA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...