sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Aventuras em cima de uma bike


Olha se posso recomendar alguma coisa para quem tem uma vida sedentária, recomodo andar de bicicleta. Nossa é tudo de bom...No começo é difícil porque a gente sente cansaço físico e respiratório, além claro daquela maravilhosa dor nas pernas e de algumas quedazinhas...Quem não caiu quando criança, ainda está na hora. Depois basta apenas "levantar e sacudir a poeira e dar a volta por cima". Vai ficar lá aquelas cicatrizinha no joelho, mas que nada...Bem, o fato é que quando se pega o o ritmo...Hum!Nada substitui o vento passando pelo corpo, a aventura de fazer alguns circuitos de bicicross, a emoção, tomar água de coco quando cansada, a luz do sol refletida na água ou quem sabe o entardecer para quem tem a oportunidade de pedalar próximo dela...sem contar que ficar comprando acessórios de bicicleta vicia. A única parte nada legal nessas aventuras é que somado a minha falta de experiência em pedalar e a falta de ciclovias, existe uma enorme falta de educação de todos desde os pedestres, passando pelos motociclistas e pelos motoristas. Além de sermos alvo do "ME ACERTE". O fato é que até parece que o pessoal gosta de "brincar de eu vou me matar". Todos andam dentro da ciclovia: do picolezeiro a galera da caminhada. Eu não conto quantas vezes livrei de palmeiras, carrinho de som, atropelamento de velhinho, de casal enfim...nem conto. Como faz falta um pouquinho de educação. Um país tão lindo poderia demostrar um pouco mais de educação, por isso a maioria dos estrangeiros que chegam aqui acham que podem fazer um oba-oba de nossa pátria. Parece que educação de trânsito tem que fazer parte é do curricular escolar e não apenas de campanhas pontuais em épocas de festas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...