quarta-feira, 12 de novembro de 2008

É preciso divagar

Aqui! Está refletido o que sinto


AFLIÇÃO DE SER EU E NÃO SER OUTRA

"Aflição de ser eu e não ser outra.
Aflição de não ser, amor, aquela
que muitas filhas te deu, casou donzela e à noite se prepara e se adivinha objeto de amor, atenta e bela.
Aflição de não ser a grande ilha
que te retém e não te desespera.
(A noite como fera se avizinha)

Aflição de ser água em meio à terra
e ter a face conturbada e móvel.
E a um só tempo múltipla e imóvel
não saber se se senta ou se te espera.
Aflição de te amar, se te comove.

E sendo água, amor, querer ser terra".
(HILDA HIST)



A PAIXÃO SEGUNDO G.H. (7a. parte)
Se eu tivesse coragem de abandonar... de abandonar meus sentimentos?Se eu tivesse coragem de
abandonar a esperança ...
(CLARICE LISPECTOR)


"Ando meio fatigado de procuras inúteis e sedes afetivas insaciáveis."
...
"Tô exausto de construir e demolir fantasias..."
....
Meu coração tá ferido de amar errado"
...
"Algumas vezes eu fiz muito mal para pessoas que me amaram. Não é paranóia não. É verdade. [...]É preciso acabar com esse medo de ser tocado lá no fundo. Ou é preciso que alguém me toque profundamente para acabar com isso. "
....

Ovelhas negras

“Menos pela cicatriz deixada, uma ferida antiga mede-se mais exatamente pela dor que provocou, e para sempre perdeu-se no momento em que cessou de doer, embora lateje louca nos dias de chuva.”

(CAIO FERNANDO ABREU)


Um comentário:

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...