domingo, 14 de dezembro de 2008

O dia que o mundo tornou-se uma buceta

A foto tráz uma boa dica hem?

Narrado pelo meu irmão e "psicografado" por mim, trata-se da experiência de um passeio de carro com minha mãe Amy e minha avó Hitler. O carro onde estavam foi fechado por um ônibus e um caminhão e teve como resposta materna um discurso bastante polido e de alto conteúdo educativo:

- Ô seu buceta! (Dirigindo-se ao motorista do ônibus). Não está vendo que a buceta está quebrada? (referindo-se ao semáforo). Agora fica fechando essa buceta (localizando a rua)! Por que você não faz isso com a puta que te pariu?

Claro que se não fosse um motorista de ônibus, temente por seu emprego, possivelmente ela estaria envolvida numa briga de trânsito daqueles de apanhar e tudo, mas fora isso, quer conteúdo mais misogeno do que esse? A buceta algo tão prazeroso quando devidamente manipulada, claro, porporciona sensações tão boas e minha mãe associou-a somente a coisas ruins, reforçando a aversão a bichinha (misogenia). Ow! Lembro-me de todo o meu discurso com os adolescentes sobre sexo e os órgãos genitais ser associado a algo ruim, sujo e pecaminoso. De fato casa de ferreiro o espeto é de pau e não de buceta, rsss.

3 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    boba da peste qta bucetaa!!!!
    jesuiz me chicoteiiaa!!!
    eitxa resenhaaaa
    amow saudades daqui... andos em tempo... leio aki nas carreiras e nem comento... mais leio!!

    beijOOsss

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ow Thaisa, vc é uma graça!!!
    Adoreeei o relato!

    ResponderExcluir
  3. vc quis dzer quando q o mundo tornou-se uma coisa muito boa

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...