sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Lado A lado B


LADO A
Finalmente descobri o que danado são os memes enquanto novata na blogagem, de certa forma uma alusão ao CD de Lulu Santo, Eu e Meme, Meme e Eu (Meme era um DJ, não era?), no blog dos memes tem aquelas pautazinhas sugeridas...Essa é de 2007 e achei interresante: As cinco coisas que você mais destesta. São tantas as coisas que eu mais detesto, mas vou concentrar os esforços para reduzir...

1) Odeio Despertador: Detesto acordar com despertador, seja relógio, uma pessoa me batendo, chamando. Acho um saco. Me dá vontade de ter um momento Amy Wine House e sair quebrando tudo logo de manhã;

2) Odeio Domingos e segundas: Domingo porque parece que domingo é igual em todo lugar: parado... E eu particularmente penso em mais merda nesse dia: o que fiz, o que não fiz, o que devo fazer, enfim...não é todo domingo que você tem grana e companhia para se divertir e esquecer o dia, né? Segunda, por sua vez, porque penso:"Ai! Mais uma semana. Saco! ". Todas as semanas deveriam ser sextas e sábados para badalar e descansar. Perfeito!

3) Odeio concursos: caramba essa vida de concurseira é um saco...Horários para estudar, pagamentos para fazer, tensões antes, durante e depois...E tudo para um próximo concurso. E quando você passa e não é chamada? Porque isso já aconteceu comigo. Trapaça neles então, nem comento...E é um ciclo que sempre recomeça.

4) Odeio homem burucutu: aquele que já chega mandando, é burro, indelicado, palita os dentes e come numa bacia...Aff! Isso é que o apocalipse. E se juntar a isso o fato de ter um gosto musical duvidoso, tipo: o que tiver na moda seja arroxa, forró, pagode e os demais...Fudeu geral!

5) Odeio desigualdade: Uns podem isso, outros não: comer, falar, comprar, viver...enfim...Toda e qualquer desigualdade que coloca alguns a margem e submetidos a hierarquias e exclusões de direitos cívicos, políticos e sociais.



LADO B
Eu acredito em tudo e não acredito em nada, então, seguido a dica do blog Between us lá fui eu confirmar os que a numerologia diz, mas eu num sei não....não achei muito a minha cara o resultado, quem sabe aos quarentas...Me identifiquei mais com a parte da associação...Hum!

9 – Vulcânico(a)

Ao longo da vida, o(a) vulcânico(a) vê a sua sexualidade transformar- se radicalmente, em virtude da sua personalidade de facetas múltiplas e desejos variados. Aos vinte anos é a inocência personificada. À medida que vai chegando aos quarenta revela-se um(a) amante sensual, extremamente inventivo(a) e muito atento(a) ao seu parceiro(a). A associação "amor- sexo" é para si uma necessidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...