terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Paródia da Santa Ceia


Infelizmente a foto não ficou muito nítida e querendo preservar a identidade da designer, autora dessa foto, não coloquei o link no qual a visualização é de melhor qualidade. Resolvi compartilhar essa boa idéia com os meus colegas blogueiros e comentá-la.
Lembrando que, em conversa direta com a autora, a intenção não foi atacar a religiosidade de ninguém, mas fazer um trabalho baseado num fotografo em alta chamado de La Chapellé e seu estilo Glam. Sendo assim, com todo o respeito aos religiosos, mas como vivemos numa democracia e todos tem o direito de expressar suas opiniões, achei arretado.
Ao usar o estilo Glam, segundo a autora da Santa Ceia feminina, a Barbie ao centro é moderna. Foi comprada especialmente para esse trabalho, enquanto as demais discípulas são uma mesma boneca fotografa em diversas poses e/ou expressões. Por sinal a boneca discípula é minha e, portanto, tem pelo menos 15 anos. Ela é a Barbie noiva, mas já sem véu, vestido sem tanto "glamour" e cabelos desbotados castanhos-claros, por causa da ação do tempo.
A Barbie Jesus causa nas demais a cobiça expressa pelo seu brilho ofuscante e rosa, a indiferença com os "olhares" ao léu ou pelo menos desespero expresso com as mãos na cabeça. O banquete ao contrário do pão e do vinho é feito com cavier e champagne. Uma ceia elegante, moderna e cara. Sim, porque para ser Barbie não basta apenas vontade. É preciso investir.
Quantas mulheres não investem e invejam o glamour? Isso não parece um tanto monótono, igual, massificado, sem identidade prórpria?
As Barbies seguem tendências a muitos anos. Incorporam o estilo de uma época. Se em 90, quando ganhei a minha boneca, a noiva era o auge, virada de século XXI, a escolha de sua Barbie continua massificada e paradoxlamente diversificada. Utilizando basicamente os mesmos traços de mulher alta, pernas compridas, de rosto languido e peituda, você as encontra nas versões mais amorenadas, rockeiras, atletas etc.
Qual a criança que não quer e não quis ser uma Barbie? Mas com uma diferença: as meninas estão cada vez mais insatisfeitas consigo, mais parecidas, neuróticas, competitivas e sem falar do surto identidário ante um monte de cremes, plásticas e na luta insana de querer parar a máquina do tempo que há em nosso corpo.
Sem contar que os comentários das colegas designeres localizando-se na foto tornou a idéia da foto ainda mais interessante. Elas foram se identificando no orkut como participantes desse cenário da Santa Ceia Glam e até disputaram papéis:
- Lógico que eu sou a Barbie Jesus! Ela é a mais cara de todas pq tem mais funções tá. A minha boneca vem acompanhada da garrafa de champanhe e do caviar. Os copinhos e a mesa tem que comprar por fora. Infelizmente... E ela tb consegue falar todos os famosos diálogos de Jesus hahahahaahah morram de inveja! Na sua loja de brinquedos mais próxima e pelo mísero valor de R$ 1,99...E lógico que "fulaninha"é a mais chic. É aquele que tá ajeitando os cabelo ali ó. E a "Sicraninha" é aquela que não está nem prestando atenção no que está se passando hehehehe" - A Jesus

- A minha vinha com a famosa escova rosa e dois pares d sapato e o champanhe era meu ta? - Sicraninha
-Tá certo Sicraninha a garrafa era sua mesmo, mas o caviar é meu! - A Jesus
- Fui eu que fiz a foto montagem, portanto eu sou a criadora, sou Deus! - a designer


Um comentário:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Adorei sua análise. Inclusive analisando os nossos comentários tb. Não tinha visto por esse ângulo...

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...