quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Surrealismo

“Allégorie de soie”

Olha que interessante! Lendo a revista Ciência Hoje das Crianças descobri que aquela brincadeira de passar o papel em branco e cada um ir escrevendo a primeira palavra que vier a cabeça era o passatempo favorito dos surrealsitas, um movimento no qual um grupo via o mundo pelo lado de uma outra realidade, dos sonhos, dos desejos, do inconsciente, do delírio e não pelo entendimento racional das coisas.

O grupo incluía poetas, escritores, pintores e cineastas. O espanhol Savador da Dali , por exemplo, na pintura tornou-se um ícone expressivo desse movimento utilizando uma técnica meticulosa aprendida com os acadêmicos para pintar suas cenas delirantes.

"O grupo surrealista davam a esta brincadeira o nome de "Cádaver delicado". Era uma parte da frase formada numa das primeiras rodadadas do jogo: "O cádaver- delicado- beberá vinho novo". Não faz muito sentido? Mas era exatamente isso que eles procuravam: deixar o pensamento fluir livremente, sem qualquer censura. Quanto mais esquisitas as imagens criadas, melhor" (p:23)

KAPLAN, Sheila. Salvador Dali e o Surrealsimo: a arte de pirar. In: Ciência Hoje das Crianças. 2 ed. MEC/FNDE, ano 11 n. 78 p- 21-23

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...