quinta-feira, 5 de março de 2009

Hem? Isso foi uma cantada?


Lá vinha eu do trabalho, conversando com uma colega no ônibus quando um cara todo estiloso e de pasta na mão, dirigiu-se ao motorista. Ficaram trocando algumas palavras...De repente quando minha colega desce do ônibus ele vira-se para mim e entrega-me um papel. Pensei: "É mais um panfleto". Mas não. Era um texto, "Caminhos da Esperança".


Pelo título imaginei que era um texto evangélico ou algo do tipo. Quando comecei a ler me surpreendi porque não era um texto evangélico. Ao relê-lo descartei essa hipótese: nenhuma menção a Deus.


As palavras eram bonitas. Propicias para momentos de oscilações de humor e resistência. Entretanto, eram palavras muito simples...faltava algo que realmente emociona-se quem as lesse, era um texto um tanto mecânico, auto-ajuda, recorte-cole de coisas que outros já disseram de outro modo...sei lá! Mas como uma amiga minha diz que meu nível de exigência é alto demais, quem sabe. E o que me fez pensar porque era uma cantada? Porque o texto estava assinado, datado de março de 2009, com nome, e-mail e telefone. Tipo um cartão de apresentação. Plagiando minha amiga Jad: "O que é isso? Como assim Bial?" Ou então, ele pensou que estava precisando de ajuda emocional.


Ao sair ele ainda olhou para mim e acenou a cabeça em sinal afirmativo. Ham? E aí? Vocês decidem...Abaixo o texto.


"Não espere o momento bom para sorrir, não espere tempos bons para sonhar, não corra com medo do problema, pois o medo distancia a vitória. Antes de acreditar na perda, veja ou estude uma possibilidade para vencer. Não aceite a perda como um fracasso, pois nem sempre perder é o fim, uma formiga só sobrevive, porque apesar de pequena tem otimismo e vontade de viver. Usando assim o desejo de sobrevvier em meios, como florestas ou matas, que apesar de pequena pode mostrar para os grandes a sua garra de sobrevivência . O pássaro que canta, não tem compositor e podemos escutar na letra do seu cantar a melodia perfeita da obra da Natureza. E isso faz dele um produtor que produz o prazer do canto que canta. Não espere do jardim uma flor que mais deseja, o maior jarro de flores foi entregue ao herói que dava a luta por perdida, por isso para alguém obter algo merecido é preciso usar o espírito de luta e não franquejar no meio do caminho. Espere no temo a flor desejada, e construa com dia a razão pra espera. Você pode ser melhor.

Histórias de um Poeta".



Tudo bem. Entendi. Realmente não se faz homens como antigamente. Ou antigamente está sendo muito antigo, ou novo é muito frágil, superficial... Mas valeu a iniciativa. O mundo precisa quem se estudem possibilidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...