terça-feira, 21 de abril de 2009

Em destaque: Diálogos cotidianos



1. "Isso serve tanto para homens, quanto pra mulheres. Ninguém gosta de ninguém tão disponível, tão bonzinho. Mas como em tudo na vida, vale o equilíbrio e a razão, além do coração. Como diz minha amiga Vivi, pra amar, a gente tem que entender o amor e pra entender, tem que usar a cabeça. Amar só com o coração é furada na certa" (Segundo Jad que citou Vivi);

2. Meu Deus fui ao shopping atrás de um look novo e no meu tira e bota...
- Mulher eu estou aqui atrás de um look novo e nada assim...- eu
Jad aponta para cabeça e diz:
- Primeiro está aqui.
Ok! Jogo a toalha para você. Me arrasou com total razão. E eu sei lá o que tem dentro da minha cabeça. Nada que me esprema demais e exiga demais de mim, por favor;
3. - É minha filha, a gente aqui é assim: do mesmo que ajuda a gente derruba, então, não faça direitinho não...- "colega" de trabalho.
- Ok! Ok! Lembre-se amiga, amiga... - eu tenho que avisar ao butantan né?

Menina, que mundo é esse hem? Tô bege. Será que eu consigo ficar mais?

4. - Você não está bem não, né? - meu irmão
- É. Assim não estou bombando para sair, mas...vamos lá. Por quê?
- Porque a maquiagem não está combinando, o cabelo não está ajudando, assim... -ele
- Como assim. Eu fiz até uma maquiagem mais leve hoje, mais clara e tal...
- É porque tua maquiagem está com cara de quem acabou de acordar cinco horas da manhã - ele.
Expulsei ele né? Porque supersincero assim é demais, maquiagem discreta, cabelinho soltinho e tubinho preto, ter cara de cinco da manhã é foda:amassada com rímel até no nariz, aff;


5. Sem tempo para pegar ônibus e ir para o yôga minha vó Hitler se ofereceu a pegar-me e buscar-me no trabalho dois dias da semana para que eu não deixasse de ir. Será que os fins justificam os meios? Porque de acordo com ela:


- Assim eu não perco o "corpinho" que já conquistei. Quebra mais o seu lombinho...[Tudo bem. Quem tem lombo é porco, ou porca no meu caso]
6. Dica: Como ter uma DR (discussão de relação) nu feriado ou fim de semana? Simples. Chore muito. Em seguida desabafe com alguém. Depois descarregue novamente expondo seus reais sentimentos raivas, frustrações etc. E por último separe o que é seu e o que é do outro, ou seja: Qual a sua resposnabilidade e qual a responsabilidade do outro. Finalize tentando conversar tentando expressar seus sentimentos de forma sincera, sem cobranças ou acusações. Nada de empurrar a sujeira para debaixo do tapete, mas é importante prestar atenção nos momentos [Esse foi mais uma tentativa do programa Casos de Família...]


7.Meus momento amo tudo isso por ordem de prioridade (parte IV):



Amo muito ser protegida


Amo muito ser bem tratada


Amo muito a companhia de pessoas felizes

Amo muito o mar

Amo muito tirar fotografias.

Amo muito saber bastante

Amo muito escrever









Amo muito o que é belo e não tem explicação











Amo muito raspar panela de doce e companhia, acrescento






Amo muito ganhar flores






Amo muito fofuras











Amo muito roupa lavada e passada



Amo muito não ter pressa para nada







Amo muito me perfumar











Amo muito curiosidades






Amo muito colecionar cacarecos



[no meu dialeto quinquilharias]











Amo muito o cheirinho do ar da manhã

Amo muito Ano novo






Amo muito mistérios


Amo muito comer o que ninguém come [Urru!]

Amo muito montanhas



Amo muito ser do contra

[num é tanto não, mas é que unânimidades geralmente são burras né?]


Amu muito cheiro de bolo assado

[porque logo logo ele fica dormido é bom demais]

Amo muito meu cabelo

[também o que invisto nele. Aquele ditado: "O hábito faz o monge", então, a necessidade transforma a pessoa]



Amo muito ser o primeiro da fila
[resquícios de CDF né? "Prefior não comentar"]

Já amei mais, hoje nem tanto...É! A vida é dura meus jovens.






Amo muito ler antes de dormir



[hoje basta ver o livro que já durmo ou tenho insônia, vixe..]




Amo muito ter esperança

[fazer o que né? É a última que morre, mas também é a primeira que mata, enfim...]


Amo muito pensar

["mim num qué bincar disso mais não.."]




Amo muito ser do bem
[e lá vai entrando nos fundos sem cuspe e nada, só areia...]





Amo muito sonhar com um mundo melhor

["é melhor sonhar acordada do que ter pedadelo dormindo apói..."]



2 comentários:

  1. Ow mulher, arrasei não. E se arrasei essa não foi a intenção. Só que, n vezes a gente fica procurando coisas pra mudar por fora quando, na verdade, o que precisa mudar está dentro. Gastamos rios e rios de dinheiro com roupas que, no final, nem gostamos tanto, só nessa busca.

    Eu tou numa fase dessas de super hiper mega insatifação comigo mesma, internamente e externamente. Mas nem vou atrás de "comprar" pq tenho certeza de que vou me arrepender e quando a crise passar e eu for me olhar no espelho não vou me ver ali. Foi assim a loura que existia em mim. MORREU kkkk

    xÊro

    ResponderExcluir
  2. Concordo com Jady... Mas te entendo demais. Quando a gente não tá legal, fazer comprinhas pode ajudar demais. Mais uma vez, adorei! Super beijo :)

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...