terça-feira, 14 de abril de 2009

Histórias de amor


Ouvi hoje de algumas colegas de trabalho que meninos prefrem gastar dinheiro com coisas de tecnologia. Acham que estão investido, mesmo que seja um "brinquedinho" a mais para eles...e meninas com coisas para casa, para família e ela mesma. Tudo que não estiver dentro do universo tecnológico, portanto, não é considerado pelos homens, embora elogie e goste das mudanças que veem na casa, na mulher, enfim...Aí lá veio a história de pedir dinheiro aos familiares no aniversário, ao invés de presentes, para entrar num consenso de investir em coisas de casa e do gênero... E uma outra, de um casal de namorados, que abriram mão de seus presentes de dia dos namorados para comprarem juntos um presente para os dois: uma máquina fotográfica para registrar os melhores momentos dos dois.


Achei lindo e romântico. Até porque como há essa contenda entre meninos e meninas, geralmente presenteá-se com o que o namorado e/ou a namorada deseja e os projetos em conjunto só depois de casados e várias negociações argumentadas.


Foi simples a atitude? Foi. Mas como privilegio os presentes que são feitos pelas próprias mãos, as pequenas demonstrações de carinhos, bem como as pequenas surpresas, achei a minha cara. Sem contar que amo fotografia, né? Ou seja, a história uniu o útil ao agradabilíssimo... Será que existem histórias assim que não são de filme? Eu tentei lembrar de alguma minha, mas não consegui...Talvez porque "a grama do vizinho sempre é mais verde".

Um comentário:

  1. Eu e Nilo vivemos fazendo isso kkkk "nos dando" presentes ;-)

    E, sim, isso é mais corriqueiro do que você pensa ;-)

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...