segunda-feira, 13 de abril de 2009

Ninguém escreve canções se não for sobre relações difíceis


"Ninguém escreve canções se não for sobre relações difíceis", diz um dos personagens da série "Verônica Marshel: a detetive" que passa no S besteiera.


Eu acrescentaria ainda, nem canções, nem poemas, nem dores de cotuvelo, nem histórias mirabolantes para contar aos amigos, filhos e netos...mas também não tem o sossego e a tranquilidade de ter um ombro amigo para se aconchegar, alguém com quem contar e principalmente em quem confiar nos momentos mais difícieis sem medo de ser deixada para trás ou quem sabe egoistamente negligenciada pelas necessidades do outro. Será que é trocar seis por meia dúzia? Até pode ser...Entretanto, acredito que não. Especialmente acredito que cada um aprende a arcar com as consequencias de suas escolhas dentro do que é mais fácil para cada um. Sendo sartriana:


"Não importa o que fizeram de ti, mas o que você faz do que fizeram de ti" (Paul Sartre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...