quinta-feira, 23 de abril de 2009

Vamos fazer de conta


Vamos fazer de conta que é uma fase.

Vamos fazer de conta que estamos de férias.

Vamos fazer de conta que logo vamos nos ver.

Vamos fazer de conta que o tempo não nos importará e que a distância não nos abalará.

Vamos fazer de conta que não dói.

Vamos fazer de conta que mais uma vez não chorei com a sua partida.

Vamos fazer de conta que depois de mais um dia de trabalho não escutei nossa música quando você não estava mais lá.

Vamos fazer de conta que não vi suas, "nossas coisas", como você diz , pelo quarto.

Vamos fazer de conta que foi por acaso você deixou aquele livro que eu queria e precisava.

Vamos fazer de conta que não vi o "ajudante de papai noel" com sua toquinha verde me esperando em cima da cama.

Para que ele me guarde e me dê o carinho que a distância você nem sempre poderá dar, mas tentará. Eu sei.

2 comentários:

  1. Aiii q dorrrr!
    Eu qdo comecei a ler pensei q seria alguma critica a ditadura do alto astral...já estava pronta para descarregar minha indignação e esculhambar a ditadura.Na terceira frase q lí já me toquei q nao se tratava disso...se trata do pedaço de mim q ficou em campina.Gêmeas separadas...mais uma para nossa novela mexicana!
    Eu ainda nao aceitei isso....tou parecendo um espiríto obssessor!rs...querendo ficar perto de vc....

    ResponderExcluir
  2. Ai que lindo... Eu agora senti tudo isso que Thaisa escreveu... Realmente dói mesmo, mas tudo é costume e amizade tão forte, de tantos anos, não se abala por meras 3 horas de viagem, não é mesmo?? Super beijo pra vcs, minhas amigas!

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...