terça-feira, 9 de junho de 2009

Pro mode do avexamento


Com todo respeito aos que vivem no campo, a sua cultura e sua história. A pedidos mais um capítulo da novelinha...

Vixe! Quando a gente se conheceu...

Até parecia que o mundo se acabou, o céu alumiou e a terra enguliu.

O tempo? Afi Maria meu Deus!

Arri égua! Num corria não. Galopava desembestado no cangote da besta.

Enquanto isso nós ficava juntim: de bejim pra cá, bejim pra lá. Meu amor pra cá, meu amor pra lá.

E num sei que diacho aconteceu que de meu amor cá e lá agora era:

“Venha cá seu cão dos infernos! Sua gota serena!”

Era uma reiva. Reiva mermo.

Uma vontade de matar aquela gota serena que num sei não.

Ô diacho pra fazer reiva. Nada agradava.

De casal engraçado passemo a casal desgraçado.

Era inarcreditáve.

Mai num foi farci não:

Nos enganemo proque era miô ser cego.

Mentimo proque era miô do que encarar a separação.

Nos machuquemo proque era miô se ocupar e cuipar o que num tinha jeito: o nosso amor.

Não havia sobrado nada. Nem um tiquin. Até as lembranças acinzentaram.

Agora è tarde demais:

o tempo passou e nós fiquemos.

Perdemos o trem e a vista de nosso futuro com a festa arretada do casório, a casinha com os minino...

Cada um foi para o seu lado.

Num adianta mai mentir, fingir, nem machucar.

Vamo deixar que vá. Que o que foi a nossa história se vá.

Adeus! Até nunca mai.

Pro mode que é assim que as coisa corre quando se acaba.

Pro mode que é assim que corre pra num sofrer mais.

Pro mode que é assim que corre quando o amor se morre.

E tanto faz se é de morte matada ou de morte morrida

Hora do óbito: a tantas horas de anos atrás.

Causa da morte: Desarranjo.

O avexamento do tempo misturado com uma lerdeza danada desse amor.

Um comentário:

  1. É uma triste história de amor... mas, eu ri, muito! Adouro essas expressões regionais! kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...