terça-feira, 16 de junho de 2009

Que nem chuchu em cerca


Ouvi essa expressõa hoje de um curitibano. Ele disse que no apartamento de estudantes no qual morava, os meninos haviam resolvido plantar um pé de chuchu na gaveta da geladeira. Mas não se preocupem que eu também fiz a mesma cara de espanto. A gaveta da geladeira não continuou na geladeira. Ufa! Na verdade se transformou num vaso.

Enfim, eles plantaram o pé não com objetivos naturalísticos, mas para ísca. Como assim? Todas as meninas que passavam pelo apartamento - que segundo ele vivia aberto a visitação pública - chamava atenção por sua decoração: um pé de chuchu que crescia e tomava a casa como uma "trepadeira" indo em direção em parte para umas rodas de bicicleta localizadas nas prateleiras (pois é! mimos de decoração) e outra para cima do guarda-roupa onde ficava um carrinho de supermercado ( pois é! Mais um mimo decorativo). Na verdade um mimo com apego sentimental e tudo porque segundo Doctor Frozen o carrinho foi adquirido com carinho no dia em que compraram um carrinho cheio de cerveja e não tinham como levá-las para casa. E o que os fizeram? Pegaram o carrinho emprestado com um único "V" de vai, porque o "V" de volta, nunca mais...Como o mimo era grande e ocupava espaço, o mesmo foi parar em cima do guarda-roupa. Os artista plásticos que se cuidem.

Bem, pelo menos não podemos dizer que não existe um novo conceito de designer de interiores e de "abate" feminino. Afinal, o que será que acontecia a cada: " O que é isso ai que cresce?". Por isso o chuchu: porque cresce que nem em cerca. Por aqui no Nordeste falamos que "dá que nem chuchu em serra". Seja em serra, em apartamento, dá no mesmo.

Um comentário:

  1. Amei a história do chuchu e o apartamento "artistico" dos amigos! kkkkkkkkkkkkkk
    Alias, reparando nas fotos do template do blog, que cortina de móbiles linda! Tem uma foto dela com mais detalhes? (afe, que sou abusada, kkkkkkkkk)

    Ah, te indiquei para receber um selinho lá no blog.
    Beijos

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...