quarta-feira, 15 de julho de 2009

Bobeira boa


Hoje lembrei de uma coisa que adorava: ganhar doces daquelas barraquinhas de tiro a0 alvo...Olha que quem já viu sabe que os doces são bem "chifrins", mas quando eu ouvia:

- Vai, escolhe qual você quer que eu vou acertar.

E não é que acertava. Eu me sentia ganhando uma jóia. O presente mais valioso conquistado pelo cavaleiro forte e destemido. E a cada doce um gritinho de vibração e um beijinho. Além dos bolsos cheio de jóias-doces..."Que seja eterno enquanto dure...", já dizia Vinicíus de Moraes. E foi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...