domingo, 5 de julho de 2009

O Pasquim


Lá vai um trecho que gostei de O Pasquim...

[sendo curta e grossa, O Pasquim tornou-se um livro que compilou uma revista alternativa lançada no período da ditadura militar que discutia de música a política de forma irreverente e caótica. Colaboravam desde Millô Fernandes, Ferreira Gullar até Paulo Francis, Jô Soares, Chico Buarque...]

"(...)- O bom aluno não erra
e errando que se aprende.
O erro é de não errar
é que nunca se compreeende
os erros de quem acerta
comprando o que não se vende,
vendendo o que não se compra,
apagando o que se acende,
acedendo o que se apaga
sem nunca dizer: depende".
Reynaldo Jardins Barrabás

Sergio Augusto e Jaguar (Org.). O melhor do Pasquim. Rio de Janeiro: Deiserata, 2006


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...