domingo, 2 de agosto de 2009

Experiência de quase morte


Calma, todos. Não se trata de acidente grave, mas acho que esse é o título que metaforicamente melhor retrata aquele famoso flash back quando você pensa que vai morrer e volta a vida...Será que isso acontece quando estamos fechando etapas e iniciando outras? Bem a primeira cenquanto corria no centro da cidade organizando os afazeres, foi...

"Minha filha na faculdade era pior...Ela andava com um short xadrez azul e de chinela. E sabe acompanhada de quem? De "Mu caminhoneira". Eu minha filha que já tem medo dessa menina que olhava me comendo passei a ter medo dela também [se referindo a mim]"

De fato as minhas calças folgadas e meus chinelos da faculdade...Sem contar os colegas estranhos que andavam...Depois fui lembrando mais: da defesa da minha dissertação, do meu primeiro vestibular, da seleção do mestrado, meu primeiro dia de trabalho enquanto concursada no interior, as mudanças mais recentes com outro trabalho...viagem daqui viagem de lá...

E hoje por um segundo parece que não foi em vão...Mais fácil? Até poderia ser, até porque acho que nem tudo precisaria ser um martírio. No entanto, como meu irmão disse..."Minha filha quando você nasceu prematura rasgando mãe não foi a toa era porque sua vida ia ser assim: uma briga". E enquanto eu estiver viva e em pé para lutar, lutarei como a Skarlet Ohara em "E o Vento levou". Ei, Psiu! Por favor, dá para trazer de volta hem? Rsss...

Me parir não está sendo fácil...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...