quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Prendi a governanta alemã no armário

Esse post merece epígrafe...
A lembrança dos teus beijos
Inda na minh´alma existe,
Como um perfume perdido[...]
Perfume tão esquisito
E de tal suavidade,
Que mesmo desapar´cido
Revive numa saudade!
(Florbela Espanca - Trocando olhares - 01/01/1916)
Pois é, minha governanata alemã, chamada Helga, usa roupas cinzas e sempre diz "nine" [não]para tudo. Gente essa é Helga. Helga essa é gente. Ela mora dentro de mim e é a minha parte mais conservadora. Seguindo então os conselhos da minha amiga Jad deixei-a presa no armário de casa e sai com um estranho. Arrr! E ela gritava ainda de dentro do armário:


"- Lembre do que sua mãe disse: Não saia com estranhos."


Merda! Devia ter posto um mordaça nela, mas "vamo cair dentro".


Resumo da ópera o domingo foi divertidíssimo...Ele é do tipo que abre a porta do carro. Faz as vezes de umverdadeiro anfitrião me mostrando lugares que não conhecia no litoral sul, falando sobre fotografia e viagens. E ainda me levou para tomar sorvete e comer cartola. Nossa!


Ok! Ele parece do tipo normal. Engraçado, pontual, gentil, atencioso e focado no que quer. Inclusive refez a minha primeira impressão sobre a cantada óbvia em relação aos olhos. Disse que quando me viu entrando no departamento pessoal rindo e já estava na hora do almoço dele pensou que por estar rindo eu era legal. Nem sabia ele que naquela ora estava pensando:


"- Só me faltava essa. Perder três ônibus, um dia inteiro de aula e ainda um problema para resolver com o departamento em horário de almoço".


E então ele me disse:

"- Acho que foi a combinação do sorriso com os olhos..."


Abre parenteses:

[Já melhorou né?]


Mas embora Helga tenha ficado presa no armário de casa, durante o aprasível encontro outros personagens queria emergir da minha cabeça, enquanto tentava afogá-los no fundo do mar azuzíssimo.
"- Tanto zelo, que o menino está pensando na melhor ora para o abate..." [eu mesma]
" - Ele parece tão perfeito. É porque tem problemas... [meu irmão Jou costuma dizer]

"- Xii! Sei não, ele deve ter o pinto pequeno...[a irmã siamesa]"

" - Ele deve ser gay..." [a loura de parar o trânsito]


Ok! o que pude constatar, sem querer analisar, mas analisando, é que talvez ele seja inseguro e tímido e por isso tanto cavalheirísmo. Cheguei intacta em casa, me perguntando será que vai rolar química? Sei lá...Mas pelo menos fugi dos padrões de comportamento dos psicopatas e associados, pelo menos por enquanto.

2 comentários:

  1. Sobrevivente?! kkkkkkkk Essa foi ótima. Fico feliz que tenha ido e tenha dado certo. Ao menos até aí ;-)

    Hey... Aproveitando.. Já que vc gosta de cuidar dos olos... O Boticário tem um creme para a área dos olhos que é TUDO o que há. Um tubinho, pequeno, 39,90, para usar pela manhâ e à noite... òtimos resultados ;-)

    ResponderExcluir
  2. Quanta diferença para o segundo encontro né?
    hehehhehehehe

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...