sábado, 10 de outubro de 2009

E a vida imita a arte ou vice-versa tanto faz?


Bem, chegando em casa depois de bater perna vi essa cena da novela "viver a vida", que por sinal em nada me agrada, mas que bateu forte. Por quê? Porque eu já tive meu momento Miguel e meu momento Angela. Ou seja, de amar e chorar por amar. E sofrer por amar e amar o sofrer. Amor suicída e ser suicída por amor...sem saber ao menos qual a saída. Espero que nunca mais essa cena de autodestruição mútua se repita em minha vida.

Para quebrar o impacto desa filosofação...Vocês já virão a moda do adesivo para depilação artística, com desenhos? E aí eu fiquei discutindo com a irmã siamesa o cara no maior frison tirando a calcinha da mulher e ao olhar para vagina dela encontrar os pêlos pubianos desenhado em formato de estrela, florzinha, boca...Cara, essa moda pega? Sim, porque sinceramente eu brocharia na maior...

Um comentário:

  1. O nome dela é Renata amiga, da personagem que faz o papel de anoréxica alccólica. Também achei bem forte a cena, mas os dois seram um show, né?
    Beijos

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...