segunda-feira, 12 de abril de 2010

Você já deu alguma Bola Ninja na sua vida?


Bem, como uma colega minha diz não sei se felizmente ou infelizmente a reclamação sobre a "homarada" é geral: são mulheres lindas, inteligentes, bem-sucedidas, só faltam receber o certicado ISO 9000 como diz a escritora e jornalista Martha Medeiros. No entanto, cada vez mais reclama-se sobre os"cafas", de seu individualismo a flor-da-pele, que só querem saber de "venha a nós, vosso reino nada", que não querem saber de compromissos [e olha que não é de casamento não! É de curtição por pelo menos algo que seja maior do que o seriado 24 horas com Kiefer Suntherland]...Independente de cor, raça, religião, as mulheres reclamam. Todos são acometidas desse "mal-estar pós-moderno": vazio, relações liquefeitas, descartáveis.

No entanto, vamos combinar que a mulherada não ajuda né? Onde é que está o orgulho de nossa "raça"? Sempre muito fáceis, acessíveis, em "larga escala de consumo e variedade" e eles nem valorizam...Bem, pelo menos de certa forma nos conforta saber que o problema é generalizado. Eu? Eu estou na "onda" do Mário Quintana: quero achar não quem estaria procurando, mas quem está procurando por mim...Entao, lanço meu olhar "blasé de quem já viu quase tudo" e riu de mim, da vida e nem ligo. Como diz uma amiga "às vezes a gente tem que ter medo das pessoas porque os animais são mais confiáveis...". E onde entra a Bola Ninja?

É mais um recurso feminino para deixar o cara babando [ou dar o troco...], todas as vezes que ele convida para vocês se encontrarem e fica no "salão" desfilando e fazendo de conta que você é mais uma entre tantas outras que o querem, você simplesmente sai do circuito sem nem dar satisfações. Linda e sorridente. Não diz tchauzinho, nem liga. É incrível como eles acabam retornando pelo menos uma ligação, uma mensagem.

A essa lista de recurso acrescente não ligar na mesma hora que ele liga, nem retornar a ligação dele no mesmo instante. Mesmo que você seja educada, mas parece que a "tara" é continuar desejando. Exatamente! Não se quer o que se deseja. Já diria o psicanalista Jorge Forbes queremos continuar desejando em ter o que não podemos e somos capazes de agradecer a quem não deu aquilo que desejavamos...

Povo louco! Nam! Eu descobri a bola ninja, por acaso, quando vi que um colega estava querendo dar uma de gostosão para o meu lado. Ham! Comigo não Bebe... Saí a francesa. E como não estava com vontade de descer para o playground para brincar, fui embora da festa e nem dei satisfações. Estava de saco cheio dele, das pessoas e era melhor minha boa noite de sono. O cara mandou mensagens e mais mensagens. E eu respondi? Que nada.

Uma colega um tanto desesperada com esse comportamento desenfreado da testosterona e de boa fé passou por uma situação parecida. Então, peguei no braço dela e disse: "Vamos? É hora da bola ninja...Seja mais você e tenha orgulho. Não olhe e nem ligue...". O cara ligou dois dias depois perguntando porque ela saiu assim, de repente. Homens! Não sabem que se as alegrias das relações fortuitas são boas, a conquista diária de uma mulher apaixonada é ainda melhor: mensagens, joguinhos de seduação à dois, colo na hora do cansaço, cafuné...Não sabem o que perdem...

Entretanto, eu não estou aqui para dar conselhos de revista feminina, por que qui e acolá você encontra um cara que você pode sim dizer o que quer e ser minimamente honesta. Porém, orgulho mulherada! "Quem muito se abaixa[e rebaixa], os fundilhos aparecem", já dizia esse dito popular...

2 comentários:

  1. isso me soou como palavrão rsrsr bola ninja...estranho rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Ontem, sei lá que hora da noite, eu estava com a cabeça apoiada no peito de Nilo, sabe Deus há quanto tempo, conversando sobre as coisas mais diferentes que você possa imaginar. Em dado momento ele olhou pra mim e, apontando pra gente, disse "isso, momentos assim, pagam tudo". Poucas coisas são tão gostosas e gratificantes de se ouvir.. Uma pena MESMO que poucos se dêem conta disso.

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...