quinta-feira, 13 de maio de 2010

Sob teu sabor


Beijar esses teus seios...
Seria uma forma de unificar paladar e corpo,
Corpo este tão delicado,
Bem desenhado,
Desenhado sob um projeto de um arquiteto do prazer.
Quero sentir o teu sabor
Quero escutar o teu gemido
E ampliar minha libido..
Temperar teu corpo com as especiarias divinas,
Permanecer estático adimirando curvas, detalhes,
Provar da tua claridade impecável
Num toque singelo e estável.
Mas nesses dias pensei em tudo isso
Amanhã não farei nada disso
Farei?
Farei como um faminto em busca do pão
No qual meu pão é sua coxa.
Atentarei para o arrepiar do teu braço,
No momento do sussurrar no teu ouvido,
Mais uma vez aumentando a libido.
Diga-me como não gritar
Ao ver esse contorcionismo de volúpia,
Ver teu gozo e o meu sob sua púbis,
Num gesto experimental vejo sob a luz,
Teu clitóris em pela harmonia com a vulva,
Que me envolve de paixão.
Mostre-se, toque-se novamente aumentando a combustão.
Esqueci da tuas nádegas!
Que refletem a luz da lua, do sol, da lamparina, do fogo
Somos mortais, sim!
Mas quando morrer quero que seja assim,
Gozando, te tocando, gemendo, gritando
Mas agora vou-me para outro lugar,
Um lugar cada vez mais funébre: a realidade,
Doentia realidade,
Mas que há de construir a minha objetividade.
Vou-me novamente, mais agora pra um lugar feliz,
Lugar cheio de vida,
Tua casa, teu quarto,
Deitar-me debaixo do teu cobertor que exala teu cheiro.
Cheiro de tara,
Deito e você ordena:
Levante-se e erga esse seu pênis,
Joque-me na parede,
Faça-me mais uma vez ser teu banquete diário,
Ai vou eu, mais uma vez

(Roosewelt Lins)
O que vocês acham? Isso dá matéria para outra postagem,não é?

Um comentário:

  1. não! isso dá vontade de outra transa, noite amor, sexo..qualque coisa dessa natureza. Mas perder tempo com post ...bufff

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...