quarta-feira, 2 de junho de 2010

Normal ou estranho?


Um dia eu acordei e senti algo estranho. Além da dor pelo corpo, a sensação de que havia excressências estranhas fixadas em mim. Ainda estava cambaleante. Seria o efeito de algum anestésico?

Lentamente fui abrindo os olhos e o estranho lugar de paredes brancas encandearam minha retina. E aos poucos fui me dando conta de que estava em uma clínica, mas "por que estava ali? Quem me levara até lá? E para que?"E logo depois me dei conta de meu próprio corpo.

Ao olhar meus braços percebi que havia, nada mais nada menos, do que portas USB's costuradas neles. O olhar vidrífico e os sentidos cambaleantes percebiam o fruto de uma brincadeira de mau-gosto? Ou seria uma experiência nazista? Ou quiçá um pesadelo?Atordoada descortinei meu corpo coberto pelo lençol também branquíssimo e daí também pude constatar que outras portas havia sido estalada em mim.

Ainda em estado de choque e desespero uma equipe do que pareciam cientistas malucos irrompem a porta e me amarram a cama e me transformam em um equipamento. Tiram de um carrinho cabos, chip's e todo tipo de parafernalha que era conectada ao meu corpo e de onde começaram a roubar não só minha energia, mas toda informação que possuia, a vontade e a autonomia para dizer: "Não!".

Comments:

Cris: Se valeu a risada, está ótimo.

Íthalo: Obrigada pelo elogio, embora supeito, kkk

2 comentários:

  1. ain Thaysa, eu adoro seus vídeossss!!!
    já vi todos! rsrs

    e esse conto, me deu vontade de sair gritando correndo!
    Muito real isso! rs
    beijOs lindOna!

    Criis

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...