segunda-feira, 5 de julho de 2010

Um estudo do comportamento dos talheres?Ham?




Pois é! Tem domingueira que o povo se reuni escuta um pagode, petisca, vê um jogo, vai a piscina, preguiça na cama com um filme. Eu? Eu fui parar no supermercado com minha mãe me perguntando sobre o comportamento dos talheres...Programa de índio? Talvez e com tudo que tinha direito.

"- Será que se eu colocar os talheres aqui eles se misturam quando a gente vai tirar? - minha mãe.
- Bem, eu nunca parei para estudar o comportamento dos talheres, porém, acredito que dependendo da forma como você os tira, rápido, por exemplo, a mistura é inevitável - falei rindo e daí vem uma série de perguntas subsequentes sobre panelas, vasilhas, das quais não entendo nada.
- Mas você tem que saber para quando você tiver sua casa...
- Ham? Mãe, minha casa é uma mochila nas costas.

Não fui treinada para entender dessa parte do universo feminino. Sou do tipo objetiva: serve para cozinhar, ok! Algumas vezes me deixo levar pelo que acho bonitinho e acessível ao bolso. Porque eu mesmo na cozinha faço algo prático, ponho uns galhinhos, uns negócios coloridos e voilá! Perfect!

Daí ficar me perguntando sobre panela com ou sem teflon, alumínio ou inox, grande ou pequena, é um fiasco simplesmente porque eu NÃO SEI. Mas de todo não foi improdutivo, posto que aproveitie a oportunidade para estudar as "novas tecnologias de informação e comunicação das panelas"...Eu sugeri comprar um frigideira chef gourmet porque até parece que você sabe cozinhar de tão chic, rs. As panelas já conquistaram um verdadeiro universo que eu desconhecia.

Claro que a visita ao supermercado não podia terminar sem uma demorada estádia em uma fila enorme e uma musiquinha "Amélia é que é mulher de verdade", quando minha mãe afirmou que estava se presentiando. Como assim Bial? Utensílios de cozinha que facilitem a vida devem ser ótimos, mas daí a presente? Sei não!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...