quinta-feira, 2 de junho de 2011

Corrida de calcinhas em dia das Prostitutas


Sem adentrar nos meros do debate sobre "ser ou não ser prostituta: eis a questão?" Achei muito interessante a vizinha que ao adentrar em minha casa foi logo comentando sobre a corrida das calcinhas em João Pessoa que acontece hoje, 02 de junho, dia da prostituta. O que mais me chamou atenção foi imaginar um monte de marmanjo corrido com calcinhas na cabeça e a premiação ser um bode, três galinhas e uma corda de caranguejo.

A primeira coisa que veio na minha cabeça foi:
"- Não poderia ser coisinha melhor não? Tipo...geralmente associa-se prostituição com coisa sempre ruim, submundo... Esse tipo de premiação não reforça isso não?" Do outro lado do prisma, pensei..."mas quer coisa mas regional, engraçada e bufônica do que ter como premiação BODE, GALINHA E CARANGUEJO! Produtos da nossa terra, oxe!. Afinal nada mais condizente com uma corrida de calcinha em que o primeiro lugar foi uma calcinha com tema de desenhos animados." E atire a primeira pedra qual a mulher, independente de cor, raça, religião e profissão, que nunca teve uma calcinha de bichinho? Nem que quando criança, mas teve. A! teve!

Enfim, o lado cultural e social disso é que esse dia é internacional, trata-se de reconhecimento dessa profissão pelo Ministério do Trabalho e tem como marco manifestação na França de profissionais organizadas em 1975 contra o "rufianismo", cafetinagem, e a exigência de reconhecimento de sua utilidade como qualquer outro serviço. Dos pormenores da atividade em texto oficial encontra-se a produção visual, seduzir, envolver com perfume e satisfazer o ego do cliente.

Tá pensando que é fácil? Pergunte aí a qualquer mulher mortal se não se trata de uma rotina árdua: ser mulher, mãe, irmã, filha, profissional e ainda muito sexy a qualquer preço: nem que seja o do bisturi?

Um comentário:

  1. Mulheeeeeeeeeee ... adorei esse teu blog. Adoro leituras cotidianas, *-* .
    Votlarei sempre.

    Beijos!

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...