sábado, 30 de julho de 2011

Tudo pode dar certo

Esse é o nome de uma comédia que não tem nada de pastelão. Por favor, nada contra. Também as adoro porque sou besta para rir. Mas para quem acabou baixando-a na net ao acaso, recomendo! Escrito e dirigido por Wood Allen, o que aguçou ainda  mais minha curiosidade depois que li a crítica de seu mais recente filme "Meia-noite em Paris". Aclamados por uns, rechaçados por outros. Menos instânaneo, menos efeito especial, mais roteiro. O fato é que pensar, rir e divertir não são verbos intransitáveis porque é possível fazer tudo isso. Se o trecho e o trailler não falam por si só, pelo menos murmuram o que podemos esperar da obra: a realidade pode ser paralela e nesse exato momentollaguém pode esatr nos assistindo como nós assistimos a eles, num filme.

"Isso comprova que o universo é um acaso sem sentido. Tantos esquemas e sonhos para encontrar a pessoa certa...e eu pulo da janela e caio nela...Isso mostra o quanto o coração é irracional! É por isso que não me canço de repetir isso: qualquer amor que possa receber e dar...qualquer felicidade que possa receber ou fornecer...Cada breve gesto gentil , qualquer coisa que funcione[vale a pena]. E não se engane. Nem tudo depende da genialidade humana. Grande parte de sua existência é mais sorte do que gostaria de admitir."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...