sexta-feira, 19 de agosto de 2011

"Meia Noite em Paris" para o fim-de-semana


Vale a pena acrescentar na programação do fim-de-semana: "Meia Noite em Paris" de Woody Allen. Isto é, para quem gosta de um bom roteiro, rir, intrigar-se e ver o inexplicável no comum...Com alfinetada aqui e ali a cultura consumista norte-americana, para alguns pode tratar-se de idolatria exagerada a cidade parisiense. Para mim, o diretor traz apenas uma referência histórica. Uma cidade considerada berço da civilização e da cultura. Do filme fica a mensagem de que em todas as épocas vive-se certo sentimento de nostalgia porque como o personagem principal mesmo disse..."O presente tem muita coisa de chata. A vida tem mesmo muita coisa chata...". Então nos refugiamos no passado em busca daquele momento perfeito, que por sinal não existe, mas se faz no dia-a-dia, inclusive com as chatices. A referência de alguns a possível chatice do filme, talvez deva-se ao fato de exigir do telespectador, não um conhecimento profundo, mas orientação quanto a alguns nomes históricos, referências culturais como Monet, Picasso, Fitzgerald, Modigliani, Gauguin. Picasso entre outros. 

E mais particulamente ainda o fime me deixa a sessão de que ninguém se encontra na mediocridade, mas abre a porta para que entre e se instale...


 

Comments:

 Jady: Íthalo leu e me perguntou: " - Isso foi verdade?". "É como um quadro em branco . A gente tem uma ideia e vai pintando", então, se as pessoas ficam intrigadas e imaginam que é verdade ou não, penso que o produto deu certo. "Será que a Monalisa de DeVince realmente existiu? Entende? bjs.

Um comentário:

  1. A questão é que as coisas se misturam por aqui ;-) Você fala de experiências pessoais, claramente e, em algumas situações, "divaga". Realmente fica um "será" ecoando na cabeça ;-)

    Xêro em tu e vamos nos ver!!

    Quer dizer... Deixa passar esse meu abuso-mal estar-tpm descabida de grávida visse? Nunca rezei tanto pra um mês passar tão rápido. Na verdade, se os 9 passassem sem que eu desse conta, seria ótimo ;-)

    ResponderExcluir

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...