quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Abobrinhas,bizarrices e vice-versa tanto faz na quarta irônica

Depois de  um"upgrade"  da  trilogia "Abobrinhas, identificações, vice-versa, tanto faz"  do Xodó, vou realizar um "rilive" que nomeia essa postagem de hoje. Divirtão-se com a leitura! Embora os fatos não sejam organizados de forma escrachada, não deixa de ser irônico.

PRIMEIRA PARTE : ABOBRINHAS
Minha família é Adams mesmo! Porque mãe e irmão com o  mau-hábito de criar novas palavras, trocando ou fundido-as é muito engraçado. Meu irmão em estado de choque quando convidado por telefone para ser padrinho de casamento disse: " -EU!? Madrinho? E o que é que eu faço? - Bem madrinho, ele não vai poder ser nunca mesmo  como disse a solicitante. A não ser que opte pela cirúrgia de mudança de sexo, mas como ainda  não é maior de idade...brincadeirinha... 

Minha, mãe por sua vez - na linha da racicocínio que essa confusão com palavras e significados trata-se de um problema genético, do qual não fui acometida por provavelmente ter sido trocada na vacina - ganhou uma truffa de chocolate assim que elas se tornaram o ápice da moda e daí: 
"-Hem, heim! Eu nunca comi trocha...- levando-se em consideração que ela tem dois filhos, tal milagre é por deveras impossível e como estávamos entre família rebatemos..."- É TRUFFA MÃE! TRUF-FA!"

Outra: Meu irmão recebe um e-mail dizendo avise a usa mãe que "Fulana" descansou. Imediatamente ele diz para minha mãe "Fulana". Simplesmente porque ele associou descansar, parir, a morrer":
- Como assim ela morreu?" - minha mãe estado de choque moveus céus e terras para saber dos fatos. Poderia pelo menos ter perguntado:" como assim descansou?"

SEGUNDA PARTE: ...BIZARRICES
Imagine em pleno feriadão ser convidado para caçar preá! E daí o diálogo em torno dessa ação tornou-se uma lição fantástica...
- Não acredito não! - personagem 1 (p1)
- Por quê? personagem 2 (p2)
- No Nordeste Preá é a Capivara? -p1
- Não! Preá é pequeno. Tem cara de rato sem rabo e anda feito coelho. Capivara parece um porco-espinho versão grande. Mas não é para comer não! Que graça tem comer um bicho que nem carne tem. Igual a esse povo que caça rolinha, arribaça...Para comer o que? Porque carne ali é inexistente... É para cuidar - levando então em consideração que o líder do bando era carnívoro do tipo tiranossauro rex continuou... - por exemplo, outra coisa que  não tem lógica para mim é ser vegetariano por ser contra aos maus tratos dos animais, mas calçar e usar coisas que são feitas também de animais! Ou então, amar os animais de estimação que tem, mas odiar outros tipos de bicho, até gente, e chega a colocar um gato dentro de uma lata de cola, ou mal-tratar crianças que nem tem como reagir, só para ver a desgraça, por vingança, sei lá... -p2

TERCEIRA E ÚLTIMA PARTE: E VIVE-VERSA TANTO FAZ
- Acho que a empregada lá de casa roubou R$ 100,00! - personagem 3 (p3)
- E aí? - p1
- E aí nada porque se ela colocar na "junta" trabalhista para exigir os direitos dela lasca...- p2
- E sim...vocês vão conviver com "inimigo" dentro da própria casa. -p1
- Mas, ela já é acostumada a roubar. Ela rouba de dez...- p3
- E como é isso? Ela está se ressarcindo indiretamente pelos direitos é? - p1
- Assim, é porque minha mãe disse que já estava acostumada com ela. São mais de vinte anos e ela já sabe como a empregada funciona. Embora essa também não possa ter a carteira re-assinada porque é aposentada numa especialidade que não dá direito... - p3

Enfim, não há nem o que cometar dessa acomodação perversa entre patroa e empregada nessa última descrição.Nam!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queres aclarar, observar, deduzir, narrar despretenciosamene? Bem-vindo! Caso queiras apenas maliciosamente criticar, por acaso não é seu espaço, nem virtual...